Concurso Nacional de Leitura, 2020 | Fase Intermunicipal Online

Concurso Nacional de Leitura, 2020 | Fase Intermunicipal Online
Rede de Bibliotecas de Soure

No período de estado de emergência os alunos vencedores da fase municipal do concelho de Soure aceitaram o desafio e leram as obras selecionadas para a fase intermunicipal da região de Coimbra do Concurso Nacional de Leitura. Os professores da equipa das bibliotecas colaboraram na preparação desta atividade conjunta para a divulgação das obras “Os Pescadores de Nuvens” (1º ciclo), “Não te afastes” (2º ciclo), “Ciclone: diário de uma montanha russa” (3º ciclo) e “Nervo Ótico” (ensino secundário) que envolveu a leitura e produção de booktrailer de cada um dos títulos.
No decurso deste trabalho descobrimos a ligação de Nuno Rafael (músico) e de Mariana Malhão (ilustradora) ao projecto “Ciclone, diário de uma montanha russa”, assim como as suas ligações afetivas ao nosso concelho. Convidámo-los a partilharem connosco a sua experiência de terem participado no espectáculo e na criação das ilustrações, assim como as suas memórias de infância vividas no concelho de Soure.
Obrigada a todos, por continuarem a Ler+

1º ciclo

2º ciclo

2º ciclo – leitura e análise da professora Elisa

3º ciclo

Ciclone: diário de uma montanha – leitura e análise da professora Zélia

Entrevista a Mariana Malhão https://spark.adobe.com/page/I2bL0BbmPwMTB/?fbclid=IwAR113kWhgqN3V12pQO5N_EzKyGib7nDmF60UEkodX0os-N4cVshn4od71ME

Entrevistas a Mariana Malhão e Nuno Rafael

Secundário

O nervo ótico – leitura e análise da professora Glória

Martinho Árias

A turma do 7ºE preparou uma receção aos colegas do 6ºD que visitaram a escola Martinho Árias. Foi tão bom rever os colegas e partilhar conhecimentos!

Dia da Biblioteca Escolar

O projeto de articulação interciclos/turmas, a realizar no âmbito da autonomia e flexibilidade curricular, concretiza-se em atividades diversas enquadradas no plano de trabalho das turmas. Neste contexto, para assinalar o “Dia da Biblioteca Escolar”, a turma do 7ºE preparou uma receção aos colegas do 6ºD que visitaram a escola Martinho Árias. Na biblioteca, no espaço do “speaker corner”/recanto do orador, a comitiva do 7ºE apresentou as boas vindas em Português, Espanhol e Inglês e seguidamente orientou a visita à exposição “Día de La Hispanidad”. Tendo como base a temática da leitura e a união das etnias, dos povos e dos continentes, os alunos testaram os seus conhecimentos através da realização de um jogo no aplicativo Kahoot. É de referir o empenho, a autonomia e a responsabilidade demonstrados pelos alunos que cooperaram na preparação e operacionalização desta atividade.

A Sementinha Estima

 

 

 

 

 

 

 

“Uma viagem onde o Amor entra bem de mansinho através do toque, do movimento e do som, fazendo crescer a Sementinha Estima, que se transformará numa linda flor! Vamos regar e nutrir a Semente Estima com palavras, com gestos e olhares especiais.”

Lançamento do livro “Histórias da Ajudaris’19”

No dia 24 de janeiro, pelas 18h, na Biblioteca Municipal de Soure, realizou-se o lançamento do livro “Histórias da Ajudaris’19”, organizada e dinamizada pela turma do 6ºA, que contou com a presença da diretora do nosso Agrupamento, do vereador da Câmara Municipal de Soure, da presidente da Ajudaris, de professores, assistentes operacionais da Escola Básica, pais, familiares e alunos.

Este projeto teve início no ano letivo anterior, com a criação de contos pelos alunos das turmas do 5ºA, 5ºB e 6ºC, tendo sido selecionada para publicação a história “Amigos inseparáveis” do 5ºA. Este projeto, que começou na disciplina de português, depressa se estendeu à biblioteca da nossa escola, às disciplinas de educação musical, visual e tecnológica. Houve uma harmonia de conteúdos como se de amigos inseparáveis se tratasse.
O projeto “Histórias da Ajudaris”, criado em 2009, é um dos projetos mais inovadores e emblemáticos da Ajudaris, promovendo a leitura, a escrita, a arte e a solidariedade.

Os participantes, com a orientação de professores, tornam-se verdadeiros autores de histórias de encantar sobre temas como a solidariedade, os afetos, a cidadania, o ambiente, os valores, entre outros. Cada história conta com um ilustrador solidário que colhe inspiração na história que lhe é atribuída, dando cor e vida às suas personagens e cenários. As histórias postas à venda vão contribuir para sorrisos de crianças, jovens e adultos carenciados. A história “Amigos inseparáveis”, depois de adaptada, foi lida por dois alunos e representada em teatro de sombras. O poema “Ter um amigo” de Leif Kristiansson, lido por duas alunas, e as músicas “Um amigo é um bem” (António Talefe) e “Eu gosto de ti” (Marisa Liz e Áurea) cantadas pela turma contribuíram para encher a sala de emoções e magia….

Esta apresentação deixou visivelmente emocionada a presidente da Ajudaris que subiu ao palco e contou a sua história, que é também a história da Ajudaris. Pela sua mão, todos os alunos receberam os certificados de participação neste projeto solidário. No final, decorreu uma sessão de autógrafos pelos nossos pequenos escritores.

Para os alunos, participar neste projeto foi um desafio de cidadania que abraçaram com entusiasmo, trabalho e responsabilidade. Ver o seu conto selecionado foi a primeira recompensa. Também se sentiram recompensados por poderem representar o agrupamento, por poderem partilhar a imaginação, a criatividade, a escrita, porque (alguns) sonham um dia ser escritores.

 

 

 

 

 

Ana Cotovio e Ângela Varela

Martinho Árias em Videoconferência com Enric Valor

A tecnologia confirmou uma vez mais que as fronteiras físicas não impedem a comunicação entre falantes oriundos de diversos países. Assim aconteceu na biblioteca da Escola Martinho Árias, com a primeira videoconferência com a escola espanhola, integrada no projeto de leitura BookiCult, do programa ERASMUS+. Alunos dos 8º, 10º e 11º anos vivenciaram momentos de partilha sobre a temática abordada na obra de leitura, do escritor americano Jonathan Safran Foer, Extremamente Alto e Incrivelmente Perto. Num diálogo interativo centrado em questões e respostas previamente preparadas, os alunos foram explorando a obra literária, apresentando as suas opiniões e partilhando os seus sentimentos experimentados durante a leitura da narrativa supracitada.
Num clima de grande entusiasmo por parte dos nossos alunos em comunhão com os homónimos espanhóis, a sessão decorreu como previsto, cumprindo os objetivos estipulados, sendo, por isso, uma experiência a repetir como prática comunicativa e recurso à Língua Inglesa.